Awkward Years Project

Há pouco tempo conheci o “Awkward Years Project“, criado por Merilee Allred, de 35 anos. A americana já morou no Texas, em Montana e hoje vive em Utah – se mudou tantas vezes por conta do trabalho do seu pai. Basicamente, o projeto mostra como pessoas que foram consideradas “estranhas” na infância estão hoje em dia, num tipo de “antes e depois”. Não importa: se a pessoa se considerava “fora do ninho”, está valendo. Pode ser pelas roupas que usava, pelo aparelho nos dentes, pelo cabelo que não era legal.

As fotos são feitas com a câmera do seu celular, um iPhone 5. Além de fotografar, recebe por e-mail fotos de pessoas do mundo inteiro que querem participar do projeto. Quem quiser fazer parte, basta enviar a foto para awkwardyearsproject@yahoo.com e esperar a foto ser compartilhada.

A ideia do projeto surgiu depois de uma conversa com uma amiga, Sarah, que não acreditava que Merilee pudesse ter tido algum ano em que fosse esquisita. Mas, segundo Merilee, entre a 3ª e a 7ª séries, era era a “rainha dos nerds, vítima da moda dos anos 80, não tinha ideia do que fazer com o cabelo e não tinha dinheiro para comprar roupas que estavam em alta. Além disso, usava óculos e era muito tímida”. Isso se transformou em bullying, e Merilee conta que chegou em casa chorando mais de uma vez, por causa disso.

Em entrevista por e-mail ao Paz, amor e lápis de cor, ela lembra que se considerava uma boa pessoa e não entendia o porquê de as outras crianças a escolherem como alvo. “Tentei ignorá-los e continuei os tratando tão bem quanto sempre tratei”.

A família foi de extrema importância ali. O amor e o apoio de seus amigos próximos e familiares foram indispensáveis para que ela pudesse ultrapassar os obstáculos. Para provar à Sarah que passou sim por este passado que preferia esquecer, enviou a ela uma foto, mas fez a amiga prometer que nunca mostraria para ninguém.

– Eu percebi, então, que uma foto tirada há mais de 20 anos ainda me afetava. Eu posso parecer normal agora, mas ainda me vejo como uma nerd esquisita.

E foi assim que surgiu a ideia de tirar uma foto dela hoje segurando uma foto dela na 5ª série, para ver a transformação. Desta forma, se sentiria orgulhosa de mostrar quão longe foi. E por quê não levar isso para a família e ainda além, com amigos e até pessoas não conhecidas?

– Todos tivemos esses anos de uma forma ou outra. Não importa se foi aparelho, óculos, espinhas, cabelo ou se fomos vítimas da moda.

Mick_
Mick / Fonte: Awkward Years Project
Laura_
Laura / Fonte: Awkward Years Project

O intuito do projeto é fazer com que as pessoas se sintam especiais, mostrar que a vida destas pessoas que se acham estranhas ou que sofrem bullying por serem do jeito que são está só no começo e que o potencial delas é muito maior do que isso.

– São justamente as diferenças que nos separam das outras pessoas, e deveríamos celebrar isto em vez de sofrer.

Definitivamente, Merilee não estava esperando a repercussão que a página teve.

– Eu estava fazendo aquilo por mim. Eu não tinha ido muito longe com o blog quando ele se tornou um viral. Foi uma surpresa muito bem-vinda. Eu espero que o blog seja uma maneira de tentar combater o bullying. Eu quero dar esperança àqueles que estão passando por momentos difíceis e mostrar que estamos todos juntos nisso. Quero que todos se orgulhem não só do que se tornaram, mas do que foram um dia. Se eu pudesse resumir o projeto em uma palavra, seria: orgulho.

Anúncios

Escrito por

Jornalista por profissão, vocação e paixão. ♡

2 comentários em “Awkward Years Project

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s