SONHOS DE UM SEDUTOR

Uma das primeiras comédias de Woody Allen, a peça Sonhos de um sedutor (em inglês Play it again, Sam) foi adaptada para o português e, sob direção de Ernesto Piccolo, estreou ontem (16) sua terceira temporada, desta vez no Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico. O espetáculo fica em cartaz até o dia 15 de março (sextas e sábados às 21h e domingos às 20h).
A peça conta a história de Allan Felix (João Pedro Zappa), um crítico de cinema inseguro, hipocondríaco, neurótico e pessimista que acaba de ser deixado por sua mulher, Nancy (Georgiana Góes). Para tentar reanimar o recém-solteiro, o casal de amigos Dick (Heitor Martinez) e Linda (Priscila Fantin) o apresenta a novas garotas, mas nenhuma que realmente desperte o interesse de Allan, que acaba ficando bastante próximo da mulher do amigo, por terem muitas afinidades e, principalmente, por ele conseguir ser ele mesmo perto dela. As “novas garotas” a quem é apresentado também são interpretadas por Georgiana, que encara a tarefa como um exercício:
– Adoro fazer oito personagens diferentes. Acho muito legal a opção do Neco [Piccolo] de colocar a mesma atriz fazendo todas as personagens que o Allan se envolve ou poderia se envolver, porque é quase como se ele visse a Nancy em todas as mulheres, e só a Linda conseguisse quebrar essa ideia fixa dele. Para mim, como atriz, é um super exercício, porque é a composição de voz, de corpo, e de peruca, que também ajuda. O desafio foi justamente fazer com que elas fossem muito diferentes e que não fossem só um tipo, mas que tivessem uma humanidade.

Com muitos conflitos internos e seu analista tendo viajado, um imaginário Humphrey Bogart, do filme Casablanca – também vivido por Martinez -, surge na história como uma espécie de conselheiro amoroso para Allan. As características do protagonista e a ironia no texto, que na montagem original para a Broadway, em 1969 (e depois no filme, em 1972), era papel do próprio Woody Allen, são algumas das marcas registradas pelas quais o diretor americano é reconhecido.

– É um texto incrível, uma brincadeira, uma delícia. E reunir esse elenco é maravilhoso também, porque você vai brincando com as criações e as loucuras do Woody Allen e vai se divertindo junto. Foi muito prazeroso e agradável de fazer. Meu elenco, modéstia à parte, é uma trupe super talentosa – contou Piccolo, orgulhoso.
 ErnestoPiccolo_Foto Ligia Lopes
Trupe esta que está um pouco diferente das duas temporadas passadas: antes, Allan Felix era papel de George Sauma, e Luana Piovani interpretava Linda.
– Entrou a Priscila, que é uma paixão, uma loucura, uma Linda incrível, e chegou o Zappa também arrebentando como Allan. Estou muito feliz! Como teve a entrada de dois atores novos, teve a “respirada” nova de cada um, e a gente foi fazendo do modo deles, chegando num senso comum. Foi um processo rápido e não muito árduo. Rolou uma liga, uma sintonia.
Devido a outros compromissos, Sauma não poderia fazer a nova montagem, e imediatamente pensou em Zappa para substituí-lo. No fim de 2014, o diretor de produção Miguel Colker o convidou e ele topou. Zappa lembra que decorou o texto no réveillon – o maior que já teve que fazer em tão pouco tempo de ensaio -, e explicou como se preparou para o papel:
– Eu já tinha visto a montagem com o Ge, na estreia, no final de 2013, vi o dvd da peça e fiquei com a referência dele muito colada. Ele tem uma assinatura muito própria, mas eu já usei coisas dele em outros momentos, porque quando a pessoa é muito boa, você se inspira, e o George, além de ser um grande amigo, é um dos atores que eu mais admiro da nossa geração, sem dúvida. Só que eu não ia conseguir fazer o que ele fazia, e ao mesmo tempo eu me sentia mais próximo do Woody Allen, então achava mais simples fazer o que ele [Allen] fazia, porque eu gosto muito de cinema. Mas, como a gente está fazendo teatro, tentei mesclar os dois e tentar descobrir como eu faria com essas duas referências muito fortes: George Sauma e Woody Allen.
Sauma estava na estreia para prestigiar os colegas e não poupou elogios ao novo protagonista, a quem chama de irmão.
– Fazer a peça foi incrível, porque é uma comédia maravilhosa. Agora, vindo assistir ao meu irmão, que é o João Pedro, parceiríssimo de palco e de tudo, estou muito ansioso e muito feliz de estar com ele [o papel principal], porque eu tenho muito carinho pela peça e tenho certeza que ele está brilhando! O personagem é maravilhoso, são piadas muito boas. Um prato cheio para um bom ator, então o João Pedro vai deitar e rolar, com certeza.
As poucas duas semanas de ensaio serviram para colocar os novos atores dentro do projeto, ”no ritmo da peça”, conforme explicou Martinez:
– É muito difícil substituir, porque você acaba levando um pouco do que o outro ator criou. Então o nosso trabalho aqui é colocá-los [Zappa e Priscila] à vontade. Eles tiveram muito pouco tempo de ensaio, e achei o resultado excelente, muito melhor do que as expectativas, principalmente o Zappa, que é o protagonista, que praticamente não sai do palco, que tem muito texto. É um desafio incrível, nosso trabalho é ir possibilitando o trabalho deles, porque é um trabalho de equipe, e se eles forem bem, a gente vai bem também.
Serviço:
Teatro Tom Jobim (Rua Jardim Botânico, 1.008)
Até 15/03
Sextas e sábados, 21h
Domingos, 20h
Ingressos: R$ 60
Classificação livre
signature2
Anúncios

Escrito por

Jornalista por profissão, vocação e paixão. ♡

2 comentários em “SONHOS DE UM SEDUTOR

  1. Eu assisti a essa peça na pré-estreia, lá no Teatro Ipanema. Nossa, eu adorei, principalmente pela atuação do George. Agora fiquei curiosa pra assistir com essa nova formação. <3 Valeu a dica, Ligia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s