RECICLA BIJU

Bom dia!

Não sei se todos sabem, mas eu trabalho na Associação de Amigos do Jardim Botânico e faço parte do Comitê de Gênero do JBRJ. O programa foi criado em 2014 com o objetivo de promover a igualdade de gênero dentro da instituição através da criação de políticas públicas e da implementação de ações de capacitação e combate à discriminação de gênero e raça. Este ano, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Jardim lança seu primeiro programa de economia solidária, o Recicla Biju.

FullSizeRender
Foto: Ligia Lopes

Com o apoio do Instituto Coca-Cola, a iniciativa visa o empoderamento feminino através da capacitação de mulheres. Durante três meses, 20 funcionárias do Jardim Botânico de diversos setores – jardinagem, bilheteria, vigilância, limpeza, projeto socioambiental -, selecionadas de acordo com suas faixas salariais e interesse, irão receber orientação de designers especializados na confecção de bijuterias. Todas as bijuterias trabalhadas serão peças recicladas, fabricadas a partir de materiais coletados em uma campanha prévia de doação.

A campanha de arrecadação continua enquanto as oficinas estiverem acontecendo.

Você pode doar suas bijuterias levemente danificadas, fora de moda ou simplesmente que não te servem mais para serem aproveitadas pelo Recicla Biju. Ao fim do projeto, as bijuterias produzidas durante o curso serão selecionadas e vendidas na loja Amigos do Jardim, localizada no Centro de Visitantes (Rua Jardim Botânico, nº 1.008, próximo à entrada do Arboreto). Metade do lucro das vendas será destinada às artesãs que elaboraram as peças e 30% será revertido para a continuidade do projeto, com o intuito de promover novos cursos de capacitação.

Inauguração

A inauguração foi hoje (9/3), às 10h, em uma cerimônia que contou com a presença da presidente do Jardim Botânico, Samyra Crespo, vice-presidente da Coca-Cola, Claudia Lorenzo, da chefe de gabinete do JBRJ e coordenadora do projeto Recicla Biju, Ana Batista, das alunas selecionadas, dos designers que darão as oficinas e outros convidados.

– Trabalhar com o tema da inclusão econômica é importante porque trabalha com o atributo da liberdade, que é inerente ao ser humano, mas uns exercem mais do que os outros, e a liberdade só existe para as mulheres quando elas são independentes financeiramente. A liberdade econômica se faz com a capacidade de se empregar e empreender, com a capacidade de se colocar na sociedade – ressaltou Samyra.

Para Claudia, é importante que as pessoas que futuramente vão adquirir as bijuterias feitas no projeto se lembrem dos valores e das histórias que existem por trás de cada uma delas.

O ateliê estará aberto à visitação do público, que poderá observar as mulheres trabalhando na confecção das bijus recicladas. Venha conferir e aproveite para contribuir com as suas doações!

Anúncios

Escrito por

Jornalista por profissão, vocação e paixão. ♡

2 comentários em “RECICLA BIJU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s