O FRIO CHEGOU

Fazendo jus ao nome que carrega, Eduarda Esperança, de 26 anos, dá continuidade ao projeto criado pela sua avó materna, Leny, que todo ano arrecadava cobertores e agasalhos no seu aniversário para distribuir para famílias carentes, moradores de rua, pacientes que estavam abandonados em hospitais, idosos que viviam em asilos e todo tipo de pessoa que realmente precisava desta ajuda na cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio. No ano passado, dona Leny ficou doente e acabou falecendo, deixando este trabalho ser abraçado fortemente pela sua neta.

Dona Leny ♥

Duda convidou sua amiga de infância, Maria Quadra (elas se conhecem há 15 anos), para participar e, hoje, o projeto ganhou o nome Aquecendo o inverno de quem precisa, com direito a logo, criada por outra amiga, Luisa Falcão, e campanha nas redes sociais.

– Convidei a Maria porque sei que ela é uma pessoa muito do bem e super engajada em projetos sociais. Foi uma parceria muito legal e gratificante.

Maria Quadra e Eduarda Esperança
Maria sempre quis fazer algo por Petrópolis, mas estava morando no Rio e toda sua família também, e, atualmente mora em Moçambique, o que a afastou de Petrópolis. A campanha foi uma forma de se reconectar com a cidade.

 

– Quando a Duda me convidou para fazer parte do projeto, fiquei muito feliz, até porque essa cidade é muito especial para mim. O fato de o projeto ter sido uma iniciativa da avó dela que ela queria dar continuidade foi a certeza de que esta parceria tinha tudo para dar certo. Duas amigas fazendo o bem lembrando uma pessoa especial e querida.

 

São aceitos todo tipo de doação. Casacos, meias, calças, gorros, cobertores e qualquer coisa que possa minimizar o frio. Também são aceitas doações em dinheiro para a compra de cobertores novos.

 

– Neste caso, a doação é feita por depósito na minha conta corrente mesmo. Além disso, fizemos uma parceria com a loja Lealtex, de Petrópolis, e conseguimos descontos na compra dos cobertores. Como a Maria mora fora, eu que faço a arrecadação e a entrega das doações, com a ajuda da minha mãe. Nós fazemos uma ronda pela cidade, passando por vários bairros e comunidades carentes de Petrópolis. Já ouvimos muitas histórias bonitas e nos emocionamos bastante. Percebemos que uma atitude que parece pequena realmente faz a diferença na vida de uma pessoa – explica Duda.
A intenção da dupla é fazer com que o projeto cresça ainda para o ano que vem.

 

– Queremos fazer uma campanha macro que possa beneficiar ainda mais gente. É uma ideia que ainda estamos trabalhando, mas torcendo para dar certo – adianta Maria.

 

Quem quiser ajudar nas contribuições, basta mandar um e-mail para combinar a entrega ou passar os dados da conta para depósito: ecabral@fgvmail.br .

 

Vamos aquecer o inverno de quem precisa?
Anúncios

Escrito por

Jornalista por profissão, vocação e paixão. ♡

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s