ATÉ O ÚLTIMO HOMEM

Até o último homem (2016), que marcou o retorno de Mel Gibson como diretor depois de 10 anos, entrou para o que eu classifico como filmes da minha vida. Assisti ao filme pela primeira vez há um tempo, pela Netflix, e o recomendo a todos desde então.

O longa é baseado na história real de Desmond Doss, interpretado pelo brilhante Andrew Garfield. Doss é um jovem franzino bastante religioso que se alista no exército americano para atuar como médico durante a Segunda Guerra Mundial. Com a condição de que nunca tenha que pegar em armas.

O ponto alto do filme se dá quando ocorre a Batalha de Okinawa. Com a coloração cinza-esverdeada já clássica dos filmes de guerra, realmente a obra não poupa detalhes: muitos tiros, bombas, sangue e membros decepados.

O filme todo vale pela mensagem. No fim, a história se transforma em uma bela lição de restauração da fé na humanidade.

Foto da capa: Mark Rogers

Anúncios

Escrito por

Jornalista por profissão, vocação e paixão. ♡

Um comentário em “ATÉ O ÚLTIMO HOMEM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s